“IDE POR TODO MUNDO”: O PROCESSO DE IMPLEMENTAÇÃO DA ASSEMBLEIA DE DEUS NO AMAPÁ – CONSIDERAÇÕES SÓCIO HISTÓRICAS

Arielson Teixeira do Carmo, Cleiton de Jesus Rocha, Marcos Vinicius de Freitas Reis

Resumo


Este artigo tem como objetivo analisar as motivações que impulsionaram a Assembleia de Deus de Belém do Pará a começar o processo de implementação da religiosidade pentecostal em Macapá em 1916. Para isso partimos de uma reconstrução sócio histórica do período, marcado por um fluxo intenso migratório ao vale amazônico, pela ideologia desenvolvimentista nacional, os grandes projetos de industrialização e as condições socioeconômicas que as populações de Macapá encontravam-se. Adotamos como metodologia para elucidar esse processo analise de conteúdo e revisão bibliográfica. Percebemos que o processo de implementação marcou-se por conflitos intensos de ambos os polos do poder religiosos, até então, entre o catolicismo aqui consolidado e o movimento pentecostal, e por fim tentamos compreender as etapas sucessivas adotados pelos pentecostais para angariar fiéis a sua religiosidade, percebemos que o pentecostalismo acoplou se organicamente no fluxo migratória, marcando sua pulverização de sua mensagem religiosa no seio do intenso transito entre os migrantes no vale amazônico.

 


Palavras-chave


Implementação da Assembleia de Deus no Amapá. Fluxo Migratório. Pentecostalismo. Amazônia.

Texto completo:

PDF


ISSN 1676-9570 (impresso - ENCERRADO)

ISSN 2178-437X (eletrônico)

Licença Creative Commons
O trabalho identidade! de http://www.est.edu.br/periodicos/index.php/identidade foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada

 


Rua Amadeo Rossi, 467
Morro do Espelho - São Leopoldo - RS - Brasil
CEP 93.030-220 - Tel.: +55 51 2111 1400