A REFORMA PROTESTANTE COMO FATOR DE MUDANÇA NA MISSIONAÇÃO PORTUGUESA

Alessandro Martins Gomes

Resumo


Este artigo faz uma interpretação historiográfica sobre a mudança do modelo de missionação após a Reforma Protestante e a criação da Companhia de Jesus, analisando o processo em si, e também o que representou para a Igreja e para a propagação do cristianismo. Num primeiro momento, será analisada a Reforma Protestante, os motivos que levaram Martinho Lutero a protestar contra a Igreja Católica e o que a quebra da unidade da Igreja representou tanto para a própria Igreja quanto para o cristianismo. Num segundo momento, analisaremos a Contrarreforma, os motivos que levaram a Igreja Católica a promover o Concílio de Trento, e porque não foi possível um retorno à unidade dessa instituição. Num terceiro momento, analisaremos a criação da Companhia de Jesus e as estratégias utilizadas para expandir o cristianismo. E num quarto momento, explanaremos que tipo de mudança ocorreu no modelo de missionação após o desencadear de todos esses acontecimentos, partindo da Reforma, seguida pela Contrarreforma e da criação da Companhia de Jesus. Para finalizar a referida pesquisa, concluiremos com um posicionamento em relação a esse processo e a implicação do mesmo para o cristianismo frente à essa mudança no modelo de missionação.


Palavras-chave


Cristianismo; Missionação; Reforma Protestante; Contrarreforma; Companhia de Jesus

Texto completo:

PDF


ISSN 1676-9570 (impresso - ENCERRADO)

ISSN 2178-437X (eletrônico)

Licença Creative Commons
O trabalho identidade! de http://www.est.edu.br/periodicos/index.php/identidade foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada

 


Rua Amadeo Rossi, 467
Morro do Espelho - São Leopoldo - RS - Brasil
CEP 93.030-220 - Tel.: +55 51 2111 1400