Formação em Saúde da População Negra: uma abordagem a partir da metodologia ativa

Maria Juliana Moura Corrêa, Stênio Dias Pinto Rodrigues, Selenir Corrêa Gonçalves Kronbauer

Resumo


A educação na área da saúde tem apresentado profundas mudanças para acompanhar as exigências contemporâneas e os fundamentos que norteiam a formação do profissional e popular em saúde. As inovações tecnológicas e pedagógicas apontam para necessidade da formação de profissionais com desenvolvimento de competências crítico-reflexivo, capaz de transformar a realidade social. Este relato de experiência tem objetivo para apresentar a proposta do curso que reuniu conteúdos formativos e participativos que se embasaram na produção do conhecimento da política pública setorial relacionada com a temática da Saúde da População Negra, por meio de integração da teoria e prática. Para isso, optou-se por abordagem de metodologia ativa, para o qual se utilizou o esquema do Arco de Charles Maguerez, seguindo as etapas: observação da realidade, pontos-chave, teorização, hipótese de solução e aplicação na realidade. Essa experiência de formação critica, a partir da proposta pedagógica, foi bem-sucedida na medida em que propiciou a valorização do saber profissional e popular, por meio do compartilhamento e resignificação das práticas em saúde.


Palavras-chave


Saúde da População Negra. Formação Critica. Metodologia Ativa. Iniquidades raciais em saúde.

Texto completo:

PDF


ISSN 1676-9570 (impresso - ENCERRADO)

ISSN 2178-437X (eletrônico)

Licença Creative Commons
O trabalho identidade! de http://www.est.edu.br/periodicos/index.php/identidade foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada

 


Rua Amadeo Rossi, 467
Morro do Espelho - São Leopoldo - RS - Brasil
CEP 93.030-220 - Tel.: +55 51 2111 1400