RESSIGNIFICANDO A EDUCAÇÃO NO CONTEXTO DAS COMUNIDADES QUILOMBOLAS

Paulo Sérgio da Silva

Resumo


O artigo versa sobre a educação nas comunidades remanescentes de quilombos e suas perspectivas relacionadas as políticas publicas e as disputas de ordem institucional, analisa parte do contexto sócio-histórico e as lutas dos movimentos sociais, destacando o Movimento Social Negro Brasileiro, por dignidade e justiça. Analisa os espaços de ação e atuação politica dos atores sociais envolvidos com a questão dos quilombos, enfoca o racismo e suas potentes performances, inclusive institucionais, de segregação racial. Destaca a pouca inserção das instituições publicas de gestão da Educação nas atividades de formação antirracista e em educação nos quilombos e procura demonstrar as resistências da população negra e quilmbola e as suas intenções de acessar as formas de conhecimento letrado em oposição a estrutura institucional excludente. Trata ainda da esfera publica e da importância da inserção das comunidades remanescentes de quilombos neste espaço de disputas.


Palavras-chave


Comunidades remanescentes de quilombos; educação quilombola; esfera publica; políticas públicas; racismos

Texto completo:

PDF


ISSN 1676-9570 (impresso - ENCERRADO)

ISSN 2178-437X (eletrônico)

Licença Creative Commons
O trabalho identidade! de http://www.est.edu.br/periodicos/index.php/identidade foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada

 


Rua Amadeo Rossi, 467
Morro do Espelho - São Leopoldo - RS - Brasil
CEP 93.030-220 - Tel.: +55 51 2111 1400