A festa dos pândegos: sobre o comer e beber no livro de Amós

Haroldo Reimer

Resumo


O artigo enfoca o tema “comer e beber” no livro de Amós. Considera que o livro de Amós é o resultado de um longo processo de composição. Seus inícios estão marcados com a atuação de uma figura histórica chamada Amós e sua redação final se deu no período do chamado pós-exílio. O artigo trabalha com a hipótese de que a visão da opulência do comer e beber dos pândegos da elite na capital em contraste com a vida cotidiana do povo camponês foi para o profeta Amós a experiência fundante, a que deu início às suas críticas sociais, posteriormente enriquecidas com reflexões de ordem teológica.


Palavras-chave


Amós; Hermenêutica; Estranhamento cultural; Crítica social; Profetismo

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22351/et.v49i2.92

Direitos autorais



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

 ISSN 0101-3130 (impresso) ISSN 2237-6461 (eletrônico)


Rua Amadeo Rossi, 467
Morro do Espelho - São Leopoldo - RS - Brasil
CEP 93.030-220 - Tel.: +55 51 2111 1400