Hermenêutica da ausência: a questão de Deus em Heidegger

Paulo Afonso de Araújo

Resumo


O artigo busca delinear uma possível interpretação para as múltiplas e esparsas afirmações de Heidegger ao longo de sua extensa obra sobre a questão de Deus. Ele propõe que os enunciados heideggerianos sobre Deus, a divindade, os deuses, o sagrado... podem ser compreendidos como integrantes de uma hermenêutica do divino em sua retração, que serve de alternativa à criticada “ontoteologia metafísica”.


Palavras-chave


Heidegger; Questão de Deus; Hermenêutica da Ausência

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22351/et.v49i2.87

Direitos autorais



 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

 ISSN 0101-3130 (impresso) ISSN 2237-6461 (eletrônico)


Rua Amadeo Rossi, 467
Morro do Espelho - São Leopoldo - RS - Brasil
CEP 93.030-220 - Tel.: +55 51 2111 1400