A função terapêutica dos ritos crepusculares : aconselhamento pastoral junto aos que andam no vale da sombra da morte

Lothar Carlos Hoch

Resumo


Texto de palestra proferida em 04-11-1997 durante a Semana Teológica, promovida pela Escola Superior de Teologia de São Leopoldo (RS). "A Santa Ceia, a confissão, a oração com imposição de mãos e a unção de enfermos são meios eficazes de testemunho e de vivência comunitária do evangelho em situações cruciais da vida do povo de Deus. Todos esses ritos foram utilizados ao longo da história da Igreja. São meios da graça, dos quais as igrejas não podem abdicar. No entanto, fica a pergunta: são ritos milagrosos de cura? Podem ser, na medida em que são presença encarnada do evangelho de Jesus Cristo entre nós. E sabemos que este evangelho, seja através da palavra, seja através dos ritos simbólicos, ainda hoje perdoa pecados, consola os abatidos, restabelece os enfermos e gera comunhão fraterna entre os membros do corpo de Cristo."

Palavras-chave


Ritos da Igreja junto aos doentes terminais; Aconselhamento pastoral

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22351/et.v38i1.737

Direitos autorais



 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

 ISSN 0101-3130 (impresso) ISSN 2237-6461 (eletrônico)


Rua Amadeo Rossi, 467
Morro do Espelho - São Leopoldo - RS - Brasil
CEP 93.030-220 - Tel.: +55 51 2111 1400