Elementos eclesiológicos para entender “igreja” na pandemia de HIV/AIDS

Sven Erik Brodd

Resumo


O objetivo deste artigo é nos lembrar do fato de que a igreja de Cristo é fundamental também para compreender a pandemia de HIV/AIDS a partir da perspectiva da fé cristã. O artigo inicia com algumas considerações sobre o conceito e a definição de eclesiologia com o intuito de mostrar que a igreja é mais do que um conjunto de doutrinas ou do que uma organização qualquer. Na segunda parte do artigo, apresentamos alguns modelos e normas inerentes à doutrina eclesiológica que podem ser usados para avaliar a eclesiologia prática e a vida eclesial de uma igreja, o que por sua vez tem implicações importantes para o debate sobre HIV/AIDS e a igreja. O teor do artigo foi desenvolvido a partir de discussões muito produtivas com alunos e professores em diversas instituições de ensino superior na África, durante vários encontros que giraram em torno de interpretações eclesiológicas possíveis em meio a uma pandemia, neste caso contextualizada na África Subsaariana e na Etiópia.


Palavras-chave


Eclesiologia; Ética; Estigma; Doenças

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22351/et.v50i1.45

Direitos autorais



 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

 ISSN 0101-3130 (impresso) ISSN 2237-6461 (eletrônico)


Rua Amadeo Rossi, 467
Morro do Espelho - São Leopoldo - RS - Brasil
CEP 93.030-220 - Tel.: +55 51 2111 1400