É verdade que Deus morreu? Reflexões em torno do fundamento da nossa luta e esperança

Jung Mo Sung

Resumo


O texto propõe uma reflexão sobre o fundamento da esperança e a “verdade religiosa” que levam pessoas a lutar pela vida e dignidade das vítimas, mesmo quando parece que “Deus está morto”. Analisa as expectativas e esperanças das pessoas que se enfrentam, não com a pergunta sobre a existência de Deus, mas pela possibilidade de que o “Deus da Promessa” morreu. E mostra nas experiências de fé das pessoas que permanecem na luta que Deus não aparece como um “substantivo” que fundamenta a ordem atual ou a nova, mas surge mais como uma conjunção do tipo “todavia” ou um imperativo que não permite não fazer nada.


Palavras-chave


Morte de Deus; Esperança; Religião e luta social; Teologia da libertação

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22351/et.v50i1.41

Direitos autorais



 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

 ISSN 0101-3130 (impresso) ISSN 2237-6461 (eletrônico)


Rua Amadeo Rossi, 467
Morro do Espelho - São Leopoldo - RS - Brasil
CEP 93.030-220 - Tel.: +55 51 2111 1400