O método histórico-crítico e a nova arqueologia: uma análise bíblico-arqueológica do contexto histórico do livro de Neemias

José Ademar Kaefer, Suely Xavier

Resumo


O presente artigo apresenta uma análise do contexto histórico do livro de Neemias à luz do método histórico-crítico e das recentes descobertas e conclusões da nova arqueologia. Pela análise literária se percebe uma incongruência quanto à cronologia dos fatos históricos narrados nos livros de Neemias e Esdras, o que dificulta precisar a data da composição de ambos. Concomitantemente, a arqueologia revela que existe um grande vazio no que tange a evidências arqueológicas do período persa. Os resultados das escavações em Jerusalém e arredores colocam uma grande interrogação quanto ao tamanho da Província Jehud, do tamanho da cidade, da importância do templo, enquanto centro da coleta de tributos, da existência da muralha persa, da existência nesse período das localidades mencionadas no texto etc. A ausência de evidências arqueológicas parece apontar ainda para um grande declínio da escrita em Judá durante o reinado persa. Toda essa situação deveria colocar a comunidade acadêmica em alerta, uma vez que a pesquisa moderna tende a situar grande parte da produção bíblica no período persa.


Palavras-chave


Neemias; Método Histórico Crítico; Nova Arqueologia; Período Persa; Jerusalém;

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22351/et.v59i2.3762

Direitos autorais 2019 José Ademar Kaefer

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

 ISSN 0101-3130 (impresso) ISSN 2237-6461 (eletrônico)


Rua Amadeo Rossi, 467
Morro do Espelho - São Leopoldo - RS - Brasil
CEP 93.030-220 - Tel.: +55 51 2111 1400