O Espírito Santo na tradição protestante: perspectivas a partir da teologia reformada

Carlos Ribeiro Caldas Filho

Resumo


A teologia cristã tem dedicado muito espaço e atenção para a reflexão a respeito do ser de Deus – teologia propriamente – e da pessoa de Cristo – cristologia. Mas nem sempre tem sido dada atenção ao Espírito Santo, a “pessoa esquecida da Trindade”. O presente artigo apresenta, ainda que apenas em síntese, como a vertente da Reforma Protestante do século XVI, conhecida popular, mas erroneamente, como “calvinista”, elaborou o tema pneumatológico, isto é, a doutrina da pessoa e da obra do Espírito Santo. Para tanto, recorrerá à sua principal fonte primária, a saber, textos de João Calvino, e a dois teólogos reformados contemporâneos, quais sejam, Hendrikus Berkhof e Jürgen Moltmann.


Palavras-chave


Espírito Santo; Pneumatologia; João Calvino; Hendrikus Berkhof; Jürgen Moltmann

Texto completo:

PDF (Português)


DOI: http://dx.doi.org/10.22351/et.v59i1.3315

Direitos autorais 2019 Carlos R. Caldas Filho

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

 ISSN 0101-3130 (impresso) ISSN 2237-6461 (eletrônico)


Rua Amadeo Rossi, 467
Morro do Espelho - São Leopoldo - RS - Brasil
CEP 93.030-220 - Tel.: +55 51 2111 1400