A existência humana como resposta: a antropologia cristã à luz da compreensão bíblica do ser humano

Leomar Antônio Brustolin, Leandro Luis Bedin Fontana

Resumo


O presente artigo indaga pelo sentido antropológico do ser humano no contexto bíblico da criação e da existência humana. A hipótese é que a recuperação de algumas afirmações-chave acerca do ser humano presentes na Sagrada Escritura poderia lançar luz sobre algumas ambiguidades e dualismos existentes em muitas abordagens antropológicas contemporâneas. Uma análise detalhada do conceito hebraico de nefeš revisará a noção ocidental de alma bem como sua sobrevalorização em detrimento da corporeidade. De outro lado, a descoberta da vocação fundamental e pessoal do ser humano à vida e de sua relação estrutural com Deus e seus semelhantes põe em xeque uma atitude imanentista reducionista, que nada vê além dos limites da subjetividade moderna. O estudo demonstra que a diferença radical do pensamento bíblico-semita em relação ao nosso tempo possui, de fato, um potencial crítico benéfi co a qualquer antropologia cristã e mesmo secular.


Palavras-chave


Antropologia; Teologia bíblica; Vocação; Integralidade do ser humano.

Texto completo:

PDF (Português)


DOI: http://dx.doi.org/10.22351/et.v58i1.2874

Direitos autorais 2018 Estudos Teológicos

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

 ISSN 0101-3130 (impresso) ISSN 2237-6461 (eletrônico)


Rua Amadeo Rossi, 467
Morro do Espelho - São Leopoldo - RS - Brasil
CEP 93.030-220 - Tel.: +55 51 2111 1400