A inserção do protestantismo de missão no Brasil na perspectiva das teorias do imaginário e da matriz religiosa

Leonildo Silveira Campos

Resumo


O Protestantismo de missão chegou ao Brasil na segunda metade do século XX, entrando em disputa com a Igreja Católica que há 350 anos moldava a cultura do País. Este artigo pretende explorar o confronto entre as duas formas - o catolicismo e protestantismo -, vistos aqui como culturas em oposição. Para isso buscamos no referencial teórico sobre o imaginário, oriundo da Antropologia francesa, elementos para uma melhor compreensão das atuais mudanças no subcampo religioso protestante. Os novos pentecostais abandonaram a pretensão do velho protestantismo de romper com a cultura católica. Ao invés disso optaram pela apropriação do estoque do imaginário católico, das religiões sincretistas (kardecismo, umbanda) e dos cultos afro-brasileiros.


Palavras-chave


Protestantismo brasileiro; Matriz Religiosa Brasileira; Imaginário; Pentecostalismos.

Texto completo:

PDF (Português)


DOI: http://dx.doi.org/10.22351/et.v52i1.284

Direitos autorais



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

 ISSN 0101-3130 (impresso) ISSN 2237-6461 (eletrônico)


Rua Amadeo Rossi, 467
Morro do Espelho - São Leopoldo - RS - Brasil
CEP 93.030-220 - Tel.: +55 51 2111 1400