O Rosário em Campinas: religiosidades negras, flutuação arquitetônica e cultura material na extensão universitária

Fábio Augusto Morales, Camila Médici Neves

Resumo


Como parte do projeto de extensão “Lugares da religião em Campinas: espaço, patrimônio e cultura material”, este artigo discute as dimensões espaciais e históricas do culto ao rosário em Campinas/SP, tomando como estudo de caso a história “flutuante” da Igreja da Nossa Senhora do Rosário no centro da cidade. Após uma breve discussão teórica, o artigo realiza um movimento partindo das recentes notícias arqueológicas relacionadas à igreja até os inícios do culto ao rosário na Europa, e conclui com uma discussão acerca das possibilidades desse exercício para a promoção da tolerância religiosa e da valorização do patrimônio cultural em atividades de extensão com professores da rede pública local.

Palavras-chave


Religiosidade negra; Igreja do Rosário em Campinas; Patrimônio cultural e religioso; Educação patrimonial; Spatial Turn

Texto completo:

PDF (Português)


DOI: http://dx.doi.org/10.22351/et.v57i2.2713

Direitos autorais 2017 Fábio Augusto Morales

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

 ISSN 0101-3130 (impresso) ISSN 2237-6461 (eletrônico)


Rua Amadeo Rossi, 467
Morro do Espelho - São Leopoldo - RS - Brasil
CEP 93.030-220 - Tel.: +55 51 2111 1400