Uma flor formosa à margem do caminho: a propósito do Gênesis dos Mbyá-Guarani do Paraguai

Roberto Ervino Zwetsch

Resumo


O artigo resgata para a reflexão teológica um fragmento do mito de criação da palavra conforme a tradição dos Mbyá-Guarani do Paraguai. O acesso a essa mitologia se deve ao extraordinário trabalho realizado por Leon Cadogan, um pesquisador autodidata paraguaio, reconhecido pelo antropólogo brasileiro Egon Schaden, que publicou a versão completa desses mitos pela primeira vez em 1959 na Revista de Antropologia da USP, em São Paulo. O artigo aborda a forma como Cadogan se tornou depositário de confiança dos mitos Guarani, apresenta um fragmento da criação da palavra ou linguagem humana, procurando verificar nesse mito elementos teológicos da mais alta significação. Conclui com breves reflexões sobre pontos para um diálogo entre a tradição sagrada dos Guarani e a teologia cristã.

Palavras-chave


Mito da criação; Tradição sagrada dos Guarani; Criação da palavra; Teologia cristã

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22351/et.v51i2.206

Direitos autorais



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

 ISSN 0101-3130 (impresso) ISSN 2237-6461 (eletrônico)


Rua Amadeo Rossi, 467
Morro do Espelho - São Leopoldo - RS - Brasil
CEP 93.030-220 - Tel.: +55 51 2111 1400