A mulher de Jó, um grito de protesto: uma releitura do livro de Jó sob a perspectiva da teologia feminista

Natalino das Neves, Luiz Alexandre Solano Rossi

Resumo


Considerando que a participação das mulheres no pensar teológico tem aumentado nas últimas décadas, que, mesmo sem o pleno reconhecimento acadêmico e das instituições de ensino, a teologia feminista tem influenciado a forma de interpretar os textos bíblicos, este artigo tem por objetivo analisar o livro de Jó a partir da hermenêutica feminista da Bíblia. Trata-se de uma pesquisa com abordagem hermenêutica sob a perspectiva feminista, e como resultado demonstra que a aparição repentina e curta da mulher de Jó não foi despretensiosa, mas traz consigo um contexto de opressão feminina no período da escrita do livro (Império Persa), sendo que sua fala representa o grito de protesto dessas mulheres. Este artigo apresenta uma visão diferente da interpretação tradicional da mulher de Jó, de ser insensata e emocionalmente desequilibrada, para uma figura corajosa que protesta contra o deus do dogma da teologia da retribuição.


Palavras-chave


Gênero; Teologia Feminista; Livro de Jó; Antigo Testamento

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22351/et.v51i1.181

Direitos autorais



 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

 ISSN 0101-3130 (impresso) ISSN 2237-6461 (eletrônico)


Rua Amadeo Rossi, 467
Morro do Espelho - São Leopoldo - RS - Brasil
CEP 93.030-220 - Tel.: +55 51 2111 1400