“Seditio ad dexteram?” A apologética anti-islâmica trinitário-cristológica de Lutero

Johannes Ehmann

Resumo


A tese de uma revolta (seditio) de Jesus contra Deus provém da polêmica do Islã contra o cristianismo e foi tratada e refutada por Lutero. O artigo mostra e avalia as fontes islâmicas que Lutero conheceu e utilizou ao fazê-lo, bem como sua argumentação ancorada na tradição cristã agostiniana. Assim, explicita tanto a posição de Lutero quanto as doutrinas da Trindade e da cristologia, preservando a unidade e integridade relacional de Deus e a communicatio idiomatum entre as naturezas divina e humana do Cristo, quanto uma polêmica inter-religiosa da Idade Média Tardia que ajudou a formulá-las com mais propriedade.


Palavras-chave


Trindade; Cristologia; Martim Lutero; Islã

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22351/et.v51i1.175

Direitos autorais



 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

 ISSN 0101-3130 (impresso) ISSN 2237-6461 (eletrônico)


Rua Amadeo Rossi, 467
Morro do Espelho - São Leopoldo - RS - Brasil
CEP 93.030-220 - Tel.: +55 51 2111 1400