Os ensinamentos da Assembleia de Deus para o feminino e suas implicações no cotidiano de mulheres tecelãs

Edla Eggert, Amanda Motta Angelo Castro

Resumo


Esse artigo é parte de uma pesquisa de mestrado realizada num ateliê de tecelagem localizado em Alvorada, RS, entre 2009 e 2010 e buscou analisar os ensinamentos da Assembléia de Deus, transmitidos no cotidiano da tecelagem por meio da tecelã Algodão fiel da referida igreja. Identificamos como essa tecelã transmitia os ensinamentos sobre as feminilidades no espaço da tecelagem e quais as implicações disso no cotidiano da tecelagem. A pesquisa foi realizada com base na metodologia da observação participante e entrevistas individuais com gravações de aúdio e vídeo, anotações em diário de campo e fotografias. Nossa análise foi realizada com base nos estudos feministas e pedagógicos, relacionados à observação detalhada de todo o material recolhido. Os ensinamentos dessa Igreja sobre as mulheres foram transmitidos, por meio de palavras bíblicas, orações, conversas informais e, sobretudo, durante o “momento devocional”. Essa liderança foi um lugar construído pela tecelã Algodão, diferente da sua presença na Igreja, onde às mulheres cabe a discrição e a obediência. Discretamente e fora Igreja, que exclui as mulheres e as coloca “abaixo” do masculino, a tecelã Algodão produziu um lugar para exercer a função de propagadora do evangelho, criando um espaço de ensino através da pedagogia da não-formalidade.

Palavras-chave


Educação, Pedagogia da Não-formalidade, Gênero, Religião, Feminismo.

Texto completo:

PDF (Português)


DOI: http://dx.doi.org/10.22351/et.v52i1.166

Direitos autorais



 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

 ISSN 0101-3130 (impresso) ISSN 2237-6461 (eletrônico)


Rua Amadeo Rossi, 467
Morro do Espelho - São Leopoldo - RS - Brasil
CEP 93.030-220 - Tel.: +55 51 2111 1400