PREGAÇÃO, IMPLICAÇÕES PRÁTICAS E O PLURALISMO RELIGIOSO PÓS-MODERNO

Michel Augusto Gomes

Resumo


Este estudo apresenta de forma suscinta os desafios da exposição do Evangelho no tocante às implicações práticas, seja em virtude da influência pragmática do evangelicalismo atual ou do risco de se adequar o sermão às exigências pluralistas religiosas pós-modernas. Num primeiro momento, este estudo se ocupa em trazer algumas considerações acerca do sermão expositivo e o seu respectivo valor para a pregação do Evangelho. Num segundo momento, é trabalhado a possibilidade e necessidade dessa forma sermória no contexto midiático, em detrimento do pragmatismo religioso neopentecostal e da influência modernista no meio evangélico. Por fim, é apresentado algumas considerações acerca das implicações práticas no contexto do sermão expositivo como forma e alternativa para contrapontos necessários ao pluralismo religioso no seio protestante pós-moderno, evocando a Bíblia como autoridade final sobre a vida do ouvinte.


Palavras-chave


Pregação. Sermão Expositivo. Implicações Práticas. Pluralismo. Pós-Modernidade.

Texto completo:

PDF

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


ISSN 2238-8516

Licença Creative Commons
Tear Online de http://www.est.edu.br/periodicos/index.php/tear é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported.

 


Rua Amadeo Rossi, 467
Morro do Espelho - São Leopoldo - RS - Brasil
CEP 93.030-220 - Tel.: +55 51 2111 1400