Deus "sai do armário"? Algumas considerações teológicas sobre a homoafetividade

Carlos Rafael Pinto

Resumo


Dentro e fora da Igreja Católica, nas últimas décadas, constata-se que a realidade homoafetiva clama atenção, sobretudo por estar intimamente associada à violência, exclusão, discriminação. À luz da experiência do Filho de Deus, vou me deixar guiar pela intuição, segundo a qual, na experiência homoafetiva, Deus “sai do armário”. Por conseguinte, cabe-nos na reflexão teológica e no serviço apostólico reconhecer que Deus se revela também nessa realidade tendo, pois, que assumi-la como locus theologicus.


Palavras-chave


Revelação; homoafetividade

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22351/nepp.v44i1.3349

Direitos autorais 2018 Protestantismo em Revista

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

 ISSN 1678-6408


Rua Amadeo Rossi, 467
Morro do Espelho - São Leopoldo - RS - Brasil
CEP 93.030-220 - Tel.: +55 51 2111 1400