O profeta Jeremias e o sofrimento: uma ética para formatar a vida

José Jacinto Ribamar Mendes Filho

Resumo


O objetivo deste artigo é buscar dizer que o amor de Deus estampado na vida de aflição contribui para uma ética da vida e para a vida. É a ética de Jeremias a partir da compreensão da vida, o seu cuidado com o outro no amor de Deus. São os chasedey Adonay, “as misericórdias do Senhor”, que se renovam a cada manhã sobre o sofrimento humano. É a ética de Jeremias que conduz à vida! Ela começa no amor de Deus, pois ele é a causa de tudo (Lm 3.22). É a postura ética na sua mais plena realização, que consiste em pura solidariedade com justiça e amor, doando-se com prontidão e presteza. E já que o amor de Deus é a causa da vida, ele também é amor libertador de gente pobre e explorada. É o interesse divino em defender a vida que fundamenta a ética de Jeremias, como vontade embutida no coração do profeta, como amor que torna possível o agir humano.


Palavras-chave


Jeremias. Sofrimento. Ética. Amor. Esperança.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22351/nepp.v43i2.2986

Direitos autorais 2018 Protestantismo em Revista

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

 ISSN 1678-6408


Rua Amadeo Rossi, 467
Morro do Espelho - São Leopoldo - RS - Brasil
CEP 93.030-220 - Tel.: +55 51 2111 1400