A vida humana no Antigo Testamento

Willibaldo Ruppenthal Neto

Resumo


Este artigo visa analisar não somente a compreensão de vida, como ainda a vida propriamente humana no contexto teológico do Antigo Testamento. Apesar da vida estar diretamente relacionada, no pensamento judaico, às ideias de luz, água e vegetação, sendo elementos da criação com os quais o ser humano se relaciona, a vida humana vai para além do aspecto material, incluindo a relação social e, principalmente, dependendo do relacionamento dos homens com Deus. É a capacidade de fala, mais do que a visão ou qualquer outro dos sentidos que garante humanidade ao homem, uma vez que lhe permite não somente ouvir a Palavra de Deus, da qual depende, como ainda se expressar tanto para com seu próximo como para com o Criador. Desta forma, a perda dos sentidos, especialmente da capacidade de fala, limita a humanidade dos seres humanos, restringindo suas vidas em seus aspectos mais humanos, que são os relacionamentos.

Palavras-chave


Antropologia teológica; Antigo Testamento; Teologia bíblica

Texto completo:

PDF (Português)

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Direitos autorais 2016 Protestantismo em Revista

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

 ISSN 1678-6408


Rua Amadeo Rossi, 467
Morro do Espelho - São Leopoldo - RS - Brasil
CEP 93.030-220 - Tel.: +55 51 2111 1400